Portfólio da Disciplina de Multimídia 2017

Acompanhe minhas produções da disciplina

EDI – Animações

Equipe
Ruan Rocha
Pedro Italo
Murilo Corpes

Descrição dos Personagens

Personagem 1: Edmilson Junior Neto.

Descrição: Edmilson é uma privada depressiva que sofre com a rotina repetitiva de seu trabalho. Seu trabalho consiste em receber todos os dejetos dos moradores de uma casa. Em seu trabalho, há duas coisas que o irritam tremendamente. A primeira é o fato de passar semanas sem que seus patrões o limpem e, por consequência, seu cheiro ficar insuportável. A segunda é ter que beber xixi. Sempre que tem que engolir o líquido, ele tem que conter a vontade absurda que sente de vomitar ao sentir o gosto peculiar e a temperatura quente.

Personagem 2: Severino da Ouro Azul.

Descrição: Severino é um bebedouro feliz que trabalha servindo água potável para os mesmo moradores da casa onde Edmilson trabalha. Todas as semanas ele recebe um novo galão de água potável e todos os dias os moradores vão até ele para saciar sua sede. Ele se orgulha do trabalho que desempenha, pois considera o mesmo essencial para o bem estar de seus patrões.

 

Roteiro

Cena 1. Mostra a rotina repetitiva e depressiva de Edmilson em seu trabalho tendo que engolir xixi várias vezes por dia sem poder reclamar.

Cena 2. Edmilson conhece Severino em um dos seus dias de trabalho e o observa desempenhando seu trabalho. Ele começa a questionar o fato de ter que ficar sujo e beber xixi todos os dias enquanto Severino bebe água potável e sempre está limpinho. Isso desperta em Edmilson um sentimento irracional de inveja.

Cena 3. Edmilson executa o plano de assassinado e joga o corpo agonizante de Severino na sarjeta.

Cena 4. Edmilson assume o lugar do bebedouro e é feliz para sempre bebendo somente água potável.

 

Escolha dos enquadramentos

Optamos por utilizar o enquadramento de cima para baixo (Plongée) nas cenas iniciais que mostram Edmilson nas condições degradantes de seu trabalho para acentuar o sentimento de desgosto do personagem a respeito da situação. Já nas cenas mostrando Severino em seu trabalho, optamos por usar o enquadramento de baixo para cima (Contra Plongée) para evidenciar o fato de Edmilson acreditar na posição de superioridade ocupada por Severino. Na cena do assassinato optamos pelo close na expressão facial de Edmilson para destaca-la. Optamos pelo Contra Plongée na cena final para evidenciar o fato de Edmilson se sentir superior ao ocupar o lugar de Severino.

 

Construção Visual dos Personagens e do Cenário

Optamos por desenhar olhos em Edmilson, olhos e boca em Severino e olhos em forma de X em Edmilson ao assumir o lugar de Severino com o intuito de expressar melhor seus sentimentos e, através disso, gerar empatia em quer assistir a animação. A união dos objetos, no nosso caso, acontece após o assassinato, quando Edmilson assume seu novo visual macabro (imagem a seguir).

Para o cenário optamos por utilizar um banheiro que evidenciasse as condições de trabalho de Edmilson e o descaso por ele sofrido.

Cenários

Banheiro

 

Personagens

Edmilson antes do assassinato: Privada com reservatório de água acoplado.

Edmilson depois do assassinato: Consiste na privada colocada sobre uma mesa com o garrafão encaixado no reservatório de água.

Severino: Bebedouro de bancada.

 

Storyboard

Cena 1

Cena 2

Cena 3

Cena 4

 

A Animação

Como acordado com o professor, fizemos somente a animação da primeira cena inteira no lugar de fazer 3 pequenas animações. A mesma pode ser vista abaixo.
Para fazer essa animação usamos os programas: Gimp, Inkscape, DragonBones, Adobe Photoshop, Sony Vegas. Utilizamos o Gimp e o o Inkscape para recortar e editar as fotos que tiramos e transformá-las em PNGs sem fundo, assim podendo utilizá-las no Dragonbones. Utilizamos o Dragonbones para fazer as animações sem áudio. Após exportar essas animações em GIFs animados utilizamos o Sony Vegas para juntá-las e colocar os áudios (Optamos por esse software pela velocidade que o trabalho seria feito, caso houvesse mais tempo e não estivéssemos tantos trabalhos pra fazer nas outras disciplinas :P, teríamos feito usando o Kdenlive). Utilizamos o Adobe Photoshop para tratar a iluminação de algumas imagens e para fazer alguma edições mais complexas, pois não conseguimos fazer no Gimp.

Animação 1

Animação 2

Animação 3

Animação 4

Animação da Cena 1 Finalizada

Notas Individuais

Pedro Italo
Nota 4,0: Todos os trabalhos desempenhados por mim foram buscando fazer o melhor possível mesmo não tendo um bom domínio das ferramentas, e não tendo nenhuma experiência com edição anterior em manipulações de imagem em nenhum programa, alguns trabalhos em comparação aos dos meus colegas não chegam a estar no mesmo nível isso as vezes me desmotiva e em outros casos motiva a tentar chegar no mesmo nível, por essas imperfeições não posso chegar a ter nota cinco que seria o máximo.

Ruan Rocha
Nota 5,0: Embora já possuísse habilidades em programas de edição de imagem (Illustrator e Photoshop), consegui aperfeiçoar minhas habilidades nos programas opensource (Gimp e Inkscape) e comecei a aprender a mexer no Dragonbones. O mais importante, na minha opinião, foi que consegui utilizar essas habilidades melhoradas pelos exercícios da disciplina em meus projetos pessoais, nas atividades das outras disciplinas que estou cursando e nas atividades do projeto de extensão ao qual faço parte.

Murilo Corpes
Nota 3,0: Acredito que muito dos conhecimentos obtidos nas aulas foram utilizados não somente para as atividades da cadeira como também foram utilizadas para outra cadeira, comunicação visual, e no futuro será bastante utilizado para outras cadeiras, como projeto 1. Tive um estudo bastante amplo sobre o que é uma imagem, não somente de como editá-la, mas de conhecer quais fatores fazem a criação de uma grande imagem, seja na fotografia, pintura ou outros meios, visto que isso foi abordado nos textos debatidos e na visita ao museu. Uma das últimas aulas sobre animação foi uma das que eu mais gostei, pois é um assunto que eu gosto bastante, mas acabei não aprendendo muito por falta de esforço, e o trabalho dessa nota era sobre isso, maior parte do trabalho eu fiquei na parte da criação do projeto, não na animação. Ainda houve certos conteúdos abordados na cadeira que eu não me aprofundei e não aprendi, por isso acho que minha nota deve ser um 3.

 

Exercício da Aula 28 – Sala Interativa

Equipe: Lucas de Sousa, Luciano Alysson, Maria Raquel, Mateus Thayson, Nathyelle Martins e Ruan Rocha.

O que deve ter?

Materiais de desenho (Lápis, Lápis de cores etc…); Hologramas; Mesas digitalizadoras; Computadores; Mesas (Mesas de desenhos e uma mesa grande central); Internet Ilimitada; Óculos de Realidade Aumentada; Impressora 3D; Canetas 3D; Pacote de Softwares de Design criados pelos alunos; Câmeras; Caixas de som; Museu em realidade aumentada; Espaço e Materiais para fazer esculturas; Ambiente climatizados; Cadeiras; Roupa para estimular o sentido do tato; Prédio com paredes de vidro; Aulas de história será no nosso museu; Bibliotecas individuais em cada sala; Espaço para ler; Comida e água; Prédio sustentável; Área de convivência; Parede branca com várias telas e  papéis fixados onde os próprios alunos fazem as pinturas; Puffs coloridos e fofos; Lousa Digital para os professores; Banheiros.

O ambiente:

O local seria uma grande sala subdividida em várias salas menores por paredes de vidros e teria um grande corredor central que passaria por todos os ambientes. Os vidros só seriam transparentes para quem estiver no corredor.

Nesse corredor existiriam vários puffs coloridos e fofos para os alunos sentarem e, nas paredes, existiriam quadros e painéis eletrônicos onde seriam expostas as criações dos alunos.
Algumas dessas salas seriam iguais em conceito, pois possuiriam os mesmo itens dentro (Lousa Digital, computadores, mesas digitalizadoras, câmeras, mesas em forma de trapézio etc). No entanto, funcionariam de maneira modular e o professor organizaria a sala e escolheria os itens que iria usar de acordo com o planejamento de aula.

Existiria sala que seria um museu virtual que utilizaria realidade aumentada para proporcionar aos alunos ver as obras de arte em tamanho aproximado do real enquanto os professores de história da arte/design estivessem falando das mesmas. Essa sala não possuirá mesas e cadeiras.

Existiria uma sala de modelagem. A modelagem tradicional seria feita na parte central da sala, onde ficaria uma grande mesa autolimpante que poderia ser sujada por argila etc. Já a modelagem 3d seria feita em estações com computadores nas laterais da sala, junto a esses computadores de última geração estariam acoplados óculos de realidade virtual e trajes que cobririam o corpo e as mão e permitiriam que essa modelagem 3d fosse feita manualmente, esse trajes também permitiriam que as pessoas que os usassem sentissem a resistência do material em suas mãos.

Também existiriam algumas salas de experimentação para as disciplinas como desenho, fotografia, tipografia etc. Elas também seriam modulares e se moldariam às necessidades das disciplinas.

Os banheiro seriam sempre limpos e sempre haveria papel e água.

Esse prédio seria totalmente sustentável, a energia seria produzida pelos painéis solares que estariam em uma das metades do telhado, na outra metade estaria a horta orgânica. Na parte de trás do prédio existiria uma estação de armazenamento e tratamento da água da chuva. E ao lado desta estação estaria um lindo jardim.

Os softwares usados nos computadores do prédio seriam de código aberto e teriam sido criados pelos próprios alunos.

Em cada sala existiria um núcleo físico (estante de livros) da biblioteca referente às disciplinas que fossem ensinadas ali, nele existiriam vários livros e os alunos poderiam os consultar sempre que quisessem. Também existiria cópias virtuais desses livros em todos os computadores do prédio para a consulta dos alunos.

Seria possível fazer todas as refeições diárias na sala de refeições.

Exercício da Aula 21 – Vídeo de até 1 min

Se esse blog fosse dividido em séries de posts, esse post faria parte da série “Posts motivados pelo fim do semestre”. hauhauah
Embora uma das motivações tenha sido mesmo o fim do semestre, esse exercício se difere dos outros porque, até esse momento, eu nunca tinha planejado e editado um vídeo que não fosse de fotos. Optei por trabalhar no vídeo o fato de ter que abrir mão de inúmeras coisas que gosto de fazer para fazer o que amo que é criar, mesmo que existam alguns momentos de desespero como esses de fim de semestre.
Acredito que a maior dificuldade em realizar esse exercício tenha sido fixar a câmera para gravar o vídeo, pois tinha que ser em uma altura que pudesse filmar o chão para mostrar os papeis caindo. Para conseguir isso tive que colocar uma cadeira em cima de uma mesa e várias blusas em cima da cadeira para fixar o celular (vide foto abaixo).

No geral, adorei fazer esse exercício. Pude praticar vários dos conceitos estudados em sala, tanto no Audacity quanto no Kdenlive. A cada exercício que faço aprendo algo novo nos programas.

Sinopse
A história retrata um dos momentos de devaneio que fizeram parte da minha vida nesse final de semestre.

Roteiro
1) Eu fazendo os últimos desenhos (haverá um áudio dos meus pensamentos no momento);
2) Eu fazendo trabalho final de história (haverá um áudio dos meus pensamentos no momento);
3) Em um momento de desespero jogo os papeis para cima e descanso a cabeça em uma das mãos (no momento em que os papeis voarem começará a tocar a música do filme Aladin da Disney);
4) Agora a cena passa a ser um dos campeonatos do jogo League of Legends com o áudio original;
5) A cena muda para uma cena de praia também com o áudio original;
6) A cena volta para mim catando os papeis do chão;
7) O vídeo termina comigo sentando novamente à mesa para continuar os trabalhos.

Storyboard

Vídeos Usados

Produção e Edição

1) Gravei as cenas 1, 2, 3, 6 e 7 com a câmera do meu celular;
2) Baixei e retirei as cenas dos vídeos para as cenas 4 e 5 com o Kdenlive;
3) Gravei o áudio que representaria meu pensamento nas cenas 1 e 2 com o gravador do meu celular;
4) Resolvi adicionar uma cena do vídeo Just Do It e colá-la entre as cenas 5 e 6 no intuito de causar impacto e “me acordar do sonho”;
5) Retirei e editei os áudios dos vídeos do cover da música do Aladin e da música Just Do It (ver Vídeos Usados”) com o Audacity;
6) Reuni todos os pedaços de vídeos e os pedaços de áudio em um novo projeto no Kdenlive;
7) Organizei os arquivos na linha do tempo, apliquei alguns efeitos de volume nos áudios para suavizar algumas partes, apliquei efeitos de antecipação sonora em alguns áudios e, por fim, exportei o arquivo.

Resultado

Exercício da Aula 19 – Animação Stopmotion (gif)

Equipe: Ruan Rocha, Mateus Thayson, Roni Nogueira e Rute Cristina.

Inicialmente a ideia era fazer um gif de um boneco de desenho dançando a música Single Ladies, seria parecido com esse:

Diferente desse vídeo, no nosso gif o boneco estaria sobre as próprias pernas. No entanto, depois de algumas tentativas, constatamos que os movimentos feitos pela Beyonce são um tanto difíceis de serem reproduzidos pelo boneco (vide gif tentativa abaixo). hehe

Então decidimos simplificar e fazer um gif em que o boneco estaria se exercitando. O exercício escolhido foi o polichinelo e foi possível atingir um resultado bem legal (ver gif abaixo).

Exercício da Aula 17 – Releitura de vídeo do YOUFC

Vídeo

Contexto
Alunos e professor encontram-se dentro de uma sala de aula para a realização da última prova do semestre.

Ação
O professor entrega as provas, diz que a mesma não está difícil e que eles não devem ter problemas para realizá-la, logo, acredita que ninguém deve ter que fazer a AF.

Reação
Cada aluno reage de maneira diferente e engraçada na hora de fazer a prova.

Claramente, o foco de quem idealizou/executou o vídeo estava em transmitir as reações engraçadas de cada tipo de aluno através, principalmente, do áudio. Então preocupações com a gravação dos áudios (em alguns momentos os áudios são gravados pelo microfone da câmera, em outros são gravados em ambiente silencioso e adicionado na edição), com a iluminação ambiente (imagem abaixo) e as cores utilizadas no vídeo ficaram de lado. Não há uso proposital de paleta de cores. É possível notar essa falta de preocupação com a iluminação no fato das lâmpadas do local estarem hora acesas e hora apagadas e, em alguns momentos, estarem algumas acesas e algumas apagadas.


(Trecho do vídeo com as lâmpadas ligadas)


(Trecho do vídeo com as lâmpadas desligadas)

Uma sugestão para melhorar a iluminação é manter lâmpadas do local acesas, pois a maior parte da gravação foi feita contra a luz que estava vindo da janela. Também é possível solucionar parte dos problemas de iluminação com o uso de alguns rebatedores ao lado de quem estivesse filmando (poderiam ser usados tecidos brancos para diminuir o custo), isso faria com que a luz proveniente da janela refletisse nos rebatedores e fosse direcionada para os alunos.

Quantos aos ângulos usados na gravação usados no vídeo, creio que as seguintes alterações são interessantes:

Cena do professor falando (0:32) – Alterar o posicionamento do câmera para perto dos alunos:

Cena do “colador” (0:41) – Alterar o posicionamento do câmera para o lado do aluno da esquerda:

Cena do aluno que “estuda na hora” (2:01) – Alterar o enquadramento para que o professor apareça:

Exercício da Aula 16 – Texto sobre a palestra do Prof. Diego

Durante a palestra ministrada pelo Prof. Diego, foram expostas por ele várias ideias e técnicas de produção de vídeos. Entre essas ideias as que mais me chamaram atenção foram: a utilização de storyboard como forma de direcionar/organizar as cenas antes da realização da filmagem em si; a criação do softbox caseiro; o método de gravação de efeitos sonoros e áudios em geral utilizando dois travesseiros e o microfone do celular.

A utilização de storyboard foi uma constatação de que a maneira que escolhi para produzir vídeos era realmente boa. Havia utilizado esse artifício para produzir fotos que seriam usadas na criação do vídeo de divulgação do segundo encontro do projeto chamado Visões do Campus ao qual sou articulador.

Foto do storyboard

Vídeo

O softbox mostrado pelo Diego era feito com uma caixa de sapato, uma sacola de plástico, um pedaço de barbante e um celular com lanterna. Gostei muito dessa ideia pois um dos principais diferenciais do Visões é mostrar que é possível tirar fotos boas sem ter que gastar valores absurdos de dinheiro comprando uma câmeras muito caras e acessórios muito caros. Usarei versões desse softbox no encontro em que discutiremos sobre maneiras de controlar a iluminação na hora de tirar uma foto.

Levando em conta o orçamento reduzido que nós, universitários, temos a nossa disposição. Somos obrigados a encontrar maneiras econômicas/inovadoras de gravar áudios bons (sem ruídos) para usar em nossos projetos (jogos, vídeos etc). A técnica sugerida na palestra veio muito a calhar, pois, além da qualidade do áudio ter ficado muito boa, utiliza apenas dois travesseiros e o microfone do celular. Pretendo usar essa técnica para gravar os efeitos sonoros do jogo que estou ajudando a produzir na Célula de Desenvolvimento de Jogos.

Vídeo gameplay do jogo

 

Exercício da Aula 11 – Estudos de áudio com o Audacity – Remix de Música

Depois que esse exercício foi proposto, comecei a pensar em como poderia fazer um remix legal. A resposta para esse pensamento veio quando um colega me mostrou esse vídeo:

Nele o autor junta uma música marcante do Anime Naruto com uma batida contagiante de funk e uma pessoa engraçada dançando funk no vídeo. Passei horas ouvindo. Hehe

Então comecei a buscar uma música em que pudesse aplicar esse mesmo tipo de remix. A música escolhida foi esse cover da música Zephyr Song do Red Hot Chili Peppers:

Para realizar o exercício, fiz o seguinte:
1) Procurei na internet o áudio com a batida de funk;
2) Retirei o áudio do vídeo do cover no Youtube usando um programa chamado aTube Catcher;
3) Abri os dois áudios no Audacity;
4) Igualei os Tempos dos dois áudios;
5) Copiei e colei o áudio da batida até que o mesmo ficasse com a mesma duração do áudio da música;
6) Apliquei efeitos de Fade-in e Fade-out no áudio da batida;
7) Exportei o arquivo em mp3.

O resultado foi esse:

Exercício da Aula 11 – Estudos de áudio com o Audacity – Efeito de ‘Antecipação Sonora’

Gostei bastante de fazer esse trabalho. A escolha do tema foi motivada pela correria do final do semestre, fiz a comparação mentalmente de como tinha sido o meu começo de semestre e como estava sendo o final (Tinha 2 trabalhos grandes para entregar exatamente no mesmo dia e 3 no total para entregar na mesma semana. Como diria a frase célebre de um amigo: “Achei que dava. Vi que não dava. Mas deu!” auahauhauahuah).

A partir desses pensamentos comecei a pensar como poderia ilustrar isso em vídeos e como adequá-los ao que havia sido pedido nesse exercício. Foi então que lembrei de um dos animes que marcaram minha infância, Dragon Ball Z. Em específico da temporada de em que o personagem principal, Goku, viaja para outro planeta e, lá, consegue se transformar em Super Sayajin. Logo, decidi que a melhor maneira para fazer essa montagem de vídeos era juntando uma cena do começo da temporada onde Goku treina dentro de uma nave espacial e uma cena do final onde acontece a transformação de Goku.

Após localizar as cenas nos respectivos episódios da série, segui os seguintes passos:
1) Recortei as cenas usando o Kdenlive;
2) Retirei os áudios utilizando um programa chamado Any Video Converter;
3) Trabalhei esses áudios no Audacity redimensionando os mesmos para que o segundo áudio começasse ainda durante a primeira cena e aplicando efeito fade-in no segundo áudio;
4) Juntei e organizei os vídeos e os áudios no Kdenlive e renderizei.

O resultado foi o seguinte:

Exercício da Aula 15 – Reproduzir uma foto de infância

Releitura de foto da infância

DUPLA: Ruan Rocha Américo de Souza e Maria Carolina Barros Meireles

Esse exercício em particular foi muito prazeroso para mim, pois adoro tirar fotos e fiquei bastante empolgado quando essa releitura foi proposta pelo professor. Inclusive, eu havia proposto um exercício semelhante para os participantes do projeto de fotografia (Visões do Campus) ao qual eu sou articulador na quarta-feira anterior.
A primeira foto foi tirada quando eu tinha por volta de 3 anos, ela ilustra muito bem a parte boa da minha infância (inocência e positividade). Embora eu tenha amadurecido muito e percebido que o mundo não é o que eu idealizava, ainda hoje possuo esses traços na minha personalidade. Foram eles que me fizeram escolher essa foto para reproduzir.
A primeira foto foi tirada no chão da casa onde a maior parte da minha família cresceu, ela fica em um distrito do Eusébio-CE. O local escolhido para reproduzi-la foi o chão do Bloco 3 na UFC Qxd para aproveitar a mesa que se encontrava lá e usá-la no lugar do sofá. Tivemos um pouco de dificuldade para reproduzir o enquadramento e a pose, mas acredito que tenhamos chegado bem perto.

FotoFoto - Réplica

Exercício da Aula 08 – Criação de Fonte

Criação de Fonte

DUPLA: Ruan Rocha Américo de Souza e Pedro Italo Nascimento Lucas

Idealização

Escolhemos criar uma fonte usando o alfabeto binário feito com fotos de 0’s e 1’s tiraras por toda a cidade de Quixadá. Optamos por fazer a fonte dessa maneira para fazer uma crítica ao fato de alguns alunos do Campus da UFC de Quixadá insistirem em não reconhecer o curso de Design Digital como um curso também voltado para a tecnologia da informação (alguns alegam até que o curso seria mais fácil que os outro) como os demais cursos do Campus. Acreditamos que se pode usar Design em todas as áreas do conhecimento, inclusive na área de tecnologia.

Fotos

17909545_1164240580372165_1110563254_n 17909484_1164240603705496_1644455074_n 17910883_1164240607038829_1150244777_n 18052699_1171458576317032_249945312_n20170411_063610 20170411_063539 20170411_063223 20170411_063124 20170411_063035 20170411_062947 20170411_062852 20170411_062722 20170411_062452

Fonte

Web